Blog

Home Blog Estratégia Testes antes da compra? Entenda o comportament...

Quando foi a última vez que você comprou algo sem consultar uma review ou um unboxing no YouTube?

Você já se questionou por que, mesmo para compras de objetos mais simples, fazemos grandes pesquisas dignas de uma dissertação acadêmica? Se você é como eu ou como a maioria das pessoas, você também deve fazer isso, muitas vezes sem sequer questionar. 

Por que nós fazemos isso? Bem, por exemplo, temos mais opções do que nunca. Ter mais opção de escolha é excelente, mas também pode tornar as decisões mais difíceis e demoradas. Para ter certeza de que estamos fazendo a escolha correta, buscamos aqueles que usaram o produto para obter respostas e inspiração.

Embora nada disso seja novo, a maneira como estamos fazendo isso ainda é novidade.

No passado, líamos os comentários. Hoje, recorremos a vídeos, usando a riqueza do formato para viver de forma indireta através de outras pessoas e experimentar um produto antes de comprá-lo.

O vídeo está mudando como as pessoas compram

Era uma vez, quando os clientes se baseavam exclusivamente em anúncios, revisores profissionais e no boca a boca para avaliar um produto. O comportamento de compra de hoje é muito mais complexo, com o vídeo desempenhando um papel cada vez mais importante.

Por exemplo, em 2017, 40% dos usuários do YouTube se voltaram para a plataforma para saber mais sobre um produto antes de comprá-lo.

As pessoas são atraídas pela riqueza do vídeo para ajudá-los a experimentar um produto de forma que as palavras não possam transmitir. Uma internauta explicou sobre a compra de maquiagem: “eu gosto de assistir a um vídeo com o produto ao invés de ler uma postagem de blog, porque ao ler você não pode ver as cores reais”.

Outra pessoa teve pensamentos semelhantes sobre comprar um carro: “Eu realmente quero ver alguém testar e ouvir suas opiniões”. Eles não estão sozinhos. Se você somar o tempo total que as pessoas passaram assistindo vídeos do carro “First Ride” no YouTube, é equivalente a dirigir de Nova York para São Francisco mais de 45 mil vezes.

No YouTube, o tempo de exibição dos vídeos “Compre comigo” – onde os espectadores seguem os criadores à medida que eles compram – aumentou 1.000% nos últimos dois anos. Com este formato, os espectadores podem experimentar o processo de compras através de alguém em quem confiam, e no processo avaliar se um produto é adequado para eles.

As pessoas querem ouvir as qualidades e os defeitos

Para obter uma visão completa de um produto, as pessoas estão buscando ativamente críticas francas. Como um usuário do YouTube nos disse: “Eu quero ouvir o lado bom e o lado ruim. Eu também gosto de ver como os produtos funcionam em condições não muito favoráveis.

Sem dúvidas, as pessoas ainda procuram marcas para obter informações. Mas essa é apenas uma pequena parte do processo de consideração. Eles sabem que as marcas só contam parte da história, mas eles querem a imagem completa antes de investirem seu dinheiro. Como outro internauta disse durante uma pesquisa: “Quando não é um ator em um comercial, isso lhe dá uma sensação de segurança com sua compra”.

O que isso significa para as marcas

Uma vez que muitos usuários não podem tocar fisicamente um produto antes de comprá-lo, as marcas precisam criar formas criativas de ajudar as pessoas a “experimentá-lo” online. Pense em maneiras de tornar seu produto em vida, portanto, destaca-se como usar a realidade virtual ou a realidade aumentada – como o aplicativo Makeup Genius, da L’Oréal, que permite aos usuários experimentar virtualmente a maquiagem.


Há toda uma comunidade de criadores testando e avaliando produtos, incluindo o seu.

Isso significa que os usuários estarão validando quaisquer reivindicações que você fizer, então fique certo de que seu produto pode estar à sua altura.


Fonte: Think with Google

Comentários