Blog

Home Blog Inbound Marketing Introdução ao Inbound Marketing

Vivemos em um período de mudanças constantes. Os modelos tradicionais de como pensamos e agimos estão se modificando e essas inovações têm se aplicado em diferentes segmentos da nossa vida e do nosso comportamento.

No mundo dos negócios, existe uma metodologia que exemplifica um pouco essa tendência.

Derivada do universo do marketing digital, essa tendência chama-se Inbound Marketing.

Em resumo, Inbound Marketing é um conjunto de estratégias que têm como objetivo atrair os consumidores de forma natural e voluntária para a sua plataforma digital, a fim de iniciar um relacionamento.

É o contrário do marketing tradicional e baseia-se no relacionamento com o consumidor em vez de propagandas e interrupções.

Nos últimos anos, o Inbound Marketing explodiu de vez: a cada dia, mais empresas de diferentes portes e segmentos estão aderindo ao método para conquistar mais clientes, gerar mais vendas e reforçar sua autoridade diante do seu público.

INBOUND x OUTBOUND

A principal diferença entre o marketing tradicional – que chamamos de Outbound Marketing – e o Inbound é que, no segundo, quem procura a empresa é o cliente, e não o contrário.

Ou seja, são realizadas diversas ações de marketing com o intuito de atrair o potencial cliente para seu blog, site ou loja virtual e, a partir dessa atração, iniciar todo um trabalho de relacionamento com essa pessoa.

Em vez de “empurrar” um serviço ou produto para os clientes, o objetivo principal do Inbound Marketing é criar valor para o seu negócio. Por isso, muitos o chamam também de marketing de atração.

Uma das principais formas de criar valor é entregando conteúdo útil para seu cliente, de acordo com o momento de compra em que ele se encontra.

Esse conteúdo é também uma forma de educar a audiência e potenciais clientes sobre o segmento de sua empresa, para que você se torne referência em determinado assunto e influencie a decisão de compra.

Antigamente, quando o marketing se limitava ao Outbound, as pessoas não possuíam acesso ao conhecimento e às informações relevantes sobre determinados produtos ou serviços, e a venda dependia quase totalmente da abordagem do vendedor.

Porém, hoje, com o acesso amplo que a internet nos dá, é possível saber tudo sobre um produto antes mesmo de conversar com um vendedor. Agora, são as pessoas que detêm conhecimento e decidem o que, quando e onde querem comprar alguma coisa.

Portanto, o foco do marketing digital precisa ser a geração de interesse.

OBJETIVOS DO INBOUND

O Inbound Marketing ajuda as empresas a mensurar praticamente todas as variáveis das ações. É possível saber exatamente quantas pessoas visualizaram, converteram ou compraram em cada campanha por meio de ferramentas de web analytics.

Tendo o conhecimento dessas informações, é possível otimizar as campanhas para um melhor ROI (retorno sobre investimento).

E é por essa mesma razão que cada vez mais empresas têm usado o Inbound Marketing como estratégia de aquisição de clientes.

Alguns dos objetivos que você pode obter com Inbound Marketing são: 

  • Atrair clientes potenciais;
  • Diminuir o custo de aquisição de clientes;
  • Tornar sua empresa referência no mercado;
  • Otimizar o funil de vendas, tornando os resultados previsíveis e crescentes ao longo do tempo.

ETAPAS DO INBOUND

Como o Inbound Marketing é uma metodologia foco em resultados, seus passos e ações são divididos em etapas de um processo maior, que formam o que chamamos de funil de marketing ou funil de vendas.

O funil divide os estágios que um potencial cliente normalmente passa do início do primeiro ponto de contato com a marca até o momento de compra.

Etapa 1: Atrair

A primeira etapa é focada em atrair visitantes qualificados (possíveis clientes) para os canais digitais da empresa e visa gerar tráfego para aumentar a visibilidade e despertar a atenção de interessados.

Etapa 2: Converter

Etapa em que ocorre a transformação de um visitante para lead por meio de uma conversão (como o preenchimento de um formulário). Para converter um visitante em lead (interessado), você precisa capturar informações, normalmente ofertando algo em troca, como um e-book educativo ou um cupom de desconto.

Etapa 3: Relacionar

Etapa em que se desenvolve o relacionamento entre a empresa e um potencial cliente, conduzindo-o pela jornada de compra até o momento ideal de uma abordagem comercial. O relacionamento pode ser feito de forma automatizada ou manual, dependendo do negócio e do volume de leads gerados. 

Etapa 4: Vender

Após estabelecer relacionamento, vem a entrega de oportunidades de negócios para o time de vendas. Com as ferramentas corretas e a abordagem definida, a marca pode fechar novas vendas com a base de leads com a qual estava se relacionando,

Etapa 5: Reter

Após fechar uma venda, esse estágio ajuda o negócio a vender mais para os mesmos clientes, o que, quase sempre, é mais barato e assertivo do que tentar vender para novos clientes o tempo todo.

Etapa contínua: Analisar

Não é bem uma etapa, mas uma parte fundamental de todo trabalho de funil de vendas, que tem o intuito de analisar todas as etapas para entender e otimizar ações, corrigir falhas e melhorar o aproveitamento do marketing.


Você pode perceber que, da forma tradicional que se fazia marketing até pouco tempo para a nova, muita coisa mudou.

Compreender essa lógica da mudança faz toda diferença para alcançar melhores resultados para o seu negócio.

Quer entender mais sobre como funciona o Inbound na prática? Baixe o nosso e-book: O que é Inbound Marketing

Bons negócios!

Comentários