Blog

Home Blog Website Como aumentar a taxa de conversão de um e-comm...

Parece modinha: todo varejo agora quer ter um e-commerce.

O empresário brasileiro, nos últimos anos, tem buscado nas plataformas de lojas virtuais a salvação para os seus problemas de perda de faturamento e crise econômica.

O problema é que, para quem não tem mindset voltado para o digital, a internet parece gratuita.

Se você tem uma loja física e acha que montar uma loja virtual vai resolver todos os seus problemas de forma mais barata, você precisa ler esse artigo.

O e-commerce vive um dilema. Apesar do baixo desempenho na economia brasileira, o e-commerce nacional cresceu 12% em 2017, segundo a Abcomm, que ainda prevê uma aceleração de 15% neste ano, com 69 bilhões de faturamento e 220 milhões de pedidos.

Porém, uma grande parcela desse volume de pedidos está concentrado em São Paulo e, ainda por cima, nos marketplaces de cada setor.

Para entrar nessa estatística, o empresário precisa ter em mente que o e-commerce requer praticamente a mesma atenção de uma loja física.

A vantagem do e-commerce em relação a isso é que você pode alcançar um número infinitamente maior de pessoas e assim, escalar a sua operação.

No entanto, cuidados básicos de uma loja convencional também precisam ser trabalhados em uma loja virtual.

Então, não adianta abrir uma loja virtual, colocar os produtos, fotos, descrições, habilitar meios de pagamentos e achar que vai sair vendendo da noite para o dia.

Para você ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa da consultoria americana Experian Hitwise, a cada 100 pessoas que navegam pelas lojas virtuais, pouco mais de 1,65% finaliza a compra. Todo o restante dessas pessoas abandona o carrinho ou fica apenas navegando pelo site analisando.

O lojista que cria uma loja virtual precisa pensar em um dos aspectos mais importantes para um e-commerce gerar resultados: a conversão.

Conversão não necessariamente quer dizer vendas. Você pode converter um usuário em lead e engajá-lo, construir um relacionamento com ele, para só depois vender. Nem todo usuário que entrar na sua loja virtual estará pronto para comprar.

Na loja física isso já acontece: é o famoso “só vou dar uma olhadinha”.

Parece familiar? Então saiba que, se o trabalho de marketing for feito de forma correta, você pode garantir que essa pessoa volte à sua loja em algum outro momento e, finalmente, torne-se cliente.

Em um e-commerce, diversos fatores podem influenciar para que essa taxa de conversão (1,65%) não seja tão baixa.

Basicamente, o que você precisa melhorar de forma geral é a experiência do cliente na sua loja. Alguns aspectos que influenciam diretamente e podem aumentar a sua conversão são:

  • design bonito e responsivo
  • tráfego qualificado
  • opções de frete
  • meios de pagamentos diversos
  • arquitetura de informação organizada
  • botões de conversão chamativos
  • proteção contra fraudes
  • descrições e fotos de produtos detalhadas

É imprescindível que a experiência de compra seja a melhor, que apresente o menor número de barreiras e que seja o mais segura possível.

De acordo com a consultoria VWO E-Commerce Survey, 13% dos clientes abandonam seus carrinhos de compra por preocupação com a segurança nas etapas de pagamento. Outros 12% desistiram por achar o checkout confuso.

Um checkout intuitivo, rápido e com sistemas que identificam automaticamente o cliente também são armas importantes para aumentar a conversão.

E como esperar que o usuário conclua uma compra, sendo que a cada clique um erro aparece em sua tela?

Para evitar esse tipo de problema, é fundamental que sua plataforma seja compatível com os principais browsers e sistemas operacionais disponíveis.

Além disso, é recomendável que o tempo médio de processamento seja baixo pois gera mais credibilidade para a loja e dá mais segurança para o usuário comprar.

Mesmo que não exista uma fórmula pronta para que você tenha sucesso no e-commerce, essas dicas podem ajudar bastante na hora de transformar sua empresa em digital ou até mesmo otimizar a sua loja virtual.

Não pense que isso será barato ou de uma hora para outra. É um investimento que precisa de tempo, paciência e muita análise de dados para descobrir os pontos falhos do seu negócio a fim de corrigi-los.

Encontrar os parceiros certos para esse desafio pode ser a solução em um mundo complexo que é o do e-commerce.

Comentários